Metrô fecha bicicletários na Vila Madalena e em Santa Cecília
Vida Urbana

Metrô fecha bicicletários na Vila Madalena e em Santa Cecília

O bicicletário da estação Santa Cecília do Metrô (região central de São Paulo), da linha 3-vermelha, vai fechar a partir desta sexta (15).

 

O anúncio da companhia, ligada à gestão Geraldo Alckmin (PSDB), foi feito por cartazes afixados e avisos por escrito entregues a ciclistas.

É o terceiro bicicletário alvo de desativação pela empresa. O da estação Vila Madalena (zona oeste), da linha 2-verde, fechou no dia 26 de agosto, quando foi substituído por um paraciclo –opção menos segura, por não haver funcionários controlando o uso.

Anteriormente, o do Paraíso, das linhas 1-azul e 2-verde, havia sido desativado. Em ambos, o Metrô culpou a baixa procura.

No caso da estação Santa Cecília, 15 das 18 vagas estavam ocupadas na manhã desta quarta (13). Segundo funcionários, essa é a média diária de uso do equipamento. Em alguns momentos, afirmam, chega a faltar vaga.

Morador de Francisco Morato (Grande SP), Edmílson Manoel dos Santos, 53, ficou revoltado com o fechamento. “Usava aqui todos os dias faz um ano, o serviço é ótimo, não há outro igual.”

Santos deixa sua bicicleta no local durante a noite e pega no dia seguinte. Ele a usa para fazer carretos no comércio da região do Brás.

“Cheguei a deixá-la no bicicletário do Parque Dom Pedro, mas a segurança lá não é boa e o cadeado estava quebrado quando cheguei.”

Uma das diferenças é que, além de ser fechado e ter segurança, o bicicletário da Santa Cecília registra o usuário que deixa a bicicleta lá.

Morador do bairro, o servidor Osmar Nunes Araújo, 45, usa diariamente o bicicletário. “Avisaram em cima da hora e não nos apontam nenhuma alternativa para deixarmos as bicicletas com a mesma segurança”, diz.

Ele trabalha no Belém (zona leste) e deixa a bike no local quando vai ao trabalho. “A única opção aqui é o bicicletário do terminal Amaral Gurgel, da SPTrans, onde os furtos são comuns.”

PARACICLOS

O Metrô afirmou em nota que “está substituindo bicicletários por paraciclos para adequar a utilização dos equipamentos em função da demanda de usuários do serviço, otimizando os custos de manutenção dos espaços –cerca de R$ 1,4 milhão em 2016.”

Segundo a empresa, a estratégia adotada “segue experiências internacionais observadas nos maiores metrôs do mundo”. A empresa não se manifestou sobre a preocupação dos usuários com a segurança.

Em nota, a SPTrans afirmou que o SPUrbanuss, sindicato que reúne as viações de ônibus da cidade, é responsável pela administração dos terminais municipais e que “buscará soluções para contribuir com o combate” aos furtos de bicicletas no Terminal Amaral Gurgel.

O sindicato disse que é responsável “pelos serviços de manutenção, limpeza e fiscalização das áreas de operação e que os bicicletários continuam com as mesmas regras”. Afirmou ainda que os funcionários vão aprimorar as rondas.

NOVAS

Recém-inauguradas, as estações do metrô Alto da Boa Vista e Brooklin, da linha 5-lilás, já não contam com bicicletários. No lugar do equipamento, foram colocados paraciclos.

Além da capacidade deles ser menor, a opção preocupa os usuários porque a opção é menos segura, pois não há controle sobre quem deixa e quem retira as bicicletas desses equipamentos e, por isso, há o temor de furtos dentro das estações.

Os bicicletários são fechados e contam com um funcionário que anota os dados de quem deixa a bicicleta e os confere no momento em que ela é retirada.

Já os paraciclos oferecem apenas um espaço para que as bicicletas sejam colocadas. Em um cartaz nas estações da linha lilás, o Metrô afirma que não é responsável pela segurança dos objetos e sugere aos usuários que coloquem um cadeado nas bicicletas para evitar furtos.

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2017/09/1918315-metro-fecha-bicicletarios-na-vila-madalena-e-em-santa-cecilia.shtml


Publicado em: 04/10/2017 - Atualizado em: 04/10/2017

A EasyBikes utiliza imagens arrematadas em pesquisas diárias. Portanto, ressaltamos que algumas imagens não são de nossa autoria ou cedidos formalmente para utilização no site. Por favor entre em contato pelo nosso formulário caso seja o autor de alguma imagem utilizada e gostaria que a mesma fosse removida.