Percurso Panamericano – Entrevista exclusiva com Jonas Deichmann
Cicloturismo Esporte

Percurso Panamericano – Entrevista exclusiva com Jonas Deichmann

O ciclista alemão Jonas Deichmann, dono de dois recordes mundiais, está de volta em mais uma parceria com a EasyBikes. No dia 18 de agosto ele sai em busca de uma nova aventura no percurso pan-americano .

Confira a entrevista exclusiva:

Sete meses após ter conquistado seu segundo recorde mundial você tem tudo planejado para iniciar outra aventura. Como surgiu essa ideia e a escolha do percurso?

Sim, faz sete meses que eu terminei o recorde da Eurásia e durante a viagem eu tive muito tempo para pensar e fiz planos para essa próxima aventura. No fim do ano passado eu já havia decidido buscar o recorde pan-americano. É um sonho grande para mim cruzar dois continentes que eu não conheço muito bem. É muito interessante.

Qual será o percurso? Quantos quilômetros vai percorrer e quantos dias estima que ficará na estrada?

Dessa vez o percurso é do norte do Alasca, no mar Ártico até o Ushuaia, na Argentina. São 23 mil quilômetros em 100 dias.

Quando te entrevistamos pela primeira vez você trabalhava em um emprego fixo mas conseguiu se afastar para realizar a prova e seu chefe tornou-se seu principal patrocinador. Depois de conquistar dois recordes pela Eurásia o que você tem feito? Sua vida mudou muito? Voltou a trabalhar?

Sim, minha vida mudou muito mas para melhor. O primeiro recorde mundial me deu muitas oportunidades. Agora eu saí do meu antigo trabalho e fundei minha própria empresa de aventuras e tenho planos de quebrar um recorde grande a cada ano. Também dou muitas palestras para empresas e organizações em toda a Europa.

 

Foi mais fácil conseguir patrocinadores dessa vez?

Dessa vez foi muito mais fácil conseguir patrocinadores. Na primeira vez eu tinha só uma ideia e nada para mostrar. Dessa vez as empresas entram em contato querendo patrocinar. É muito mais fácil.

O que você aprendeu com o desafio anterior que acredita ser essencial para qualquer viajem de bike?

Para mim o mais interessante da viagem e que eu não esperava foi que no fim do desafio da Eurásia, em  Vladivostok, eu não me senti cansado. Uma semana após o fim do desafio o cansaço veio e precisei dormir 15 horas por dia durante três meses para me recuperar. Eu acho muito interessante pois o meu corpo já estava cansado antes do fim da prova, mas quando a cabeça diz que tem que continuar é possível continuar muito mais. Então para fazer uma viagem muito grande é preciso treinar a cabeça.

Quais equipamentos leva com você?

Barraca, saco de dormir, panelas, um pouco de roupa e algumas ferramentas para consertar a bicicleta se der algum problema.

Você tem algum esquema especial de segurança? Como faz pra se manter seguro durante todo o trajeto?

Dessa vez o trajeto vai ser mais perigoso. No norte é claro que tem ursos mas a noite eu sempre deixo a minha comida fora da barraca, pendurada em uma árvore. Estou com receio do México, em especial Tijuana e a região da fronteira com os Estados Unidos. Ainda não tenho um plano mas farei até antes do início da viagem. Por enquanto planejo não viajar de noite.


Você pode acompanhar mais notícia do Jonas Deichmann aqui na EasyBikes e nas redes oficiais do ciclista:  Site –  Instagram

 Por Jéssica Fernandes
de São Paulo



Publicado em: 17/05/2018 - Atualizado em: 17/05/2018

A EasyBikes utiliza imagens arrematadas em pesquisas diárias. Portanto, ressaltamos que algumas imagens não são de nossa autoria ou cedidos formalmente para utilização no site. Por favor entre em contato pelo nosso formulário caso seja o autor de alguma imagem utilizada e gostaria que a mesma fosse removida.