Cicloturismo

É bom entrar o ano com pedalada…

Depois das festividades de fim de ano em que nada se fez para além de andar em volta da mesa a comer, depois de longos dias de chuva onde o sofá exerceu o seu poder magnético, o tempo decidiu dar um ar de sua graça e presentear-nos com dois dias de sol, ainda que, com temperaturas baixas, exigia-se então uma actividade física para desenferrujar e desengordurar!

Saímos a montante do Areinho de Oliveira do Douro, mais concretamente no Cais do Esteiro, em Avintes, serpenteando por entre ruas antigas até alcançar, uma vez mais, o Rio Douro, 5 km nos separavam da bonita cidade do Porto.

Esta ciclovia inicia-se junto à ponte do Freixo e leva-nos até próximo da ponte São João e  da ponte Maria Pia, na verdade este trajeto percorre todas as pontes que fazem o atravessamento do rio Douro entre o Porto e Vila Nova de Gaia, percorrendo por isso dezenas de anos de história e estórias.

26220018_10212885385682279_7329373925654892760_n26219424_10212885385722280_1752486920685485535_n

26239613_10212885385122265_3362809056165022847_n

Embora a ciclovia termine nas imediações dos locais referidos é possível transitar de bicicleta ou a pé por este caminho paralelo ao rio, um percurso que alterna entre o paralelo e a terra batida e quase sem movimento de carros.

26219870_10212885385042263_3507253767770575142_n

Junto à ponte Luis I continuamos paralelos ao rio, por estrada, até ao cais da Afurada… a beleza deste percurso, por entre as pontes de Porto e Gaia, quase me fazia esquecer o frio que se sentia!

26229501_10212885384442248_450629986168714256_n

26229317_10212885385082264_6771151137142974316_n26230082_10212885384362246_6152932471989640218_n26169738_10212885380682154_2116118439875660701_n

Junto ao estuário do Douro, onde a paisagem “dobra” em direcção ao sul, o rio dá lugar ao oceano, imenso, sem fim… se saisse a pedalar em diante o mais certo era encontrar terras de Vera Cruz! Com sol de frente, navegamos à boleia do vento norte pelas ciclovias de Gaia, até Espinho.

26239296_10212885380002137_5516855992032963705_n26229423_10212885379242118_2310171912998111818_n

26195808_10212885383322220_9150344408647053195_n26229896_10212885380642153_2959247541657913572_n26230024_10212885379202117_3418120374868619527_n26196424_10212885383362221_2495237647357103446_n26238769_10212885379922135_9174607864950072886_n26239840_10212885383482224_9090851724398261186_n

Depois de Espinho seguimos até Esmoriz, aproveitando para percorrer a zona da Barrinha de Esmoriz e os seus passadiços que atravessam esta zona lagunar, de 396 hectares.

26169614_10212885379282119_4807846218900235481_n26229634_10212885379962136_3572658183172274379_n26219377_10212885380562151_8266385603531808056_n

Estava “matado o bichinho” das pedaladas.

Face ao adiantado da hora e ao adiantado dos quilómetros, para o meu jovem companheiro de viagem, aproveitamos a facilidade de transporte de bicicleta nos comboios urbanos e seguimos até Vila Nova de Gaia, daí até ao ponto de partida são meia dúzia de quilómetros.

É bom entrar o ano com pedalada!

Abraços e boas pedaladas a todos.

Visitem o meu blogue aqui, sigam a página do Instagram aqui.

Minha matéria no site: http://easybikes.com.br/curiosidades/pela-ecopista-do-rio-lima/

Nelson Branco



Publicado em: 16/01/2018 - Atualizado em: 16/01/2018

Tags:
A EasyBikes utiliza imagens arrematadas em pesquisas diárias. Portanto, ressaltamos que algumas imagens não são de nossa autoria ou cedidos formalmente para utilização no site. Por favor entre em contato pelo nosso formulário caso seja o autor de alguma imagem utilizada e gostaria que a mesma fosse removida.