Cicloturismo

Britânico dá volta ao mundo de bike em 79 dias e quebra recorde

O britânico Mark Beaumont, de 34 anos, completou uma volta ao mundo de bike em 79 dias, estabelecendo novo recorde para o feito.

A melhor marca anterior para o desafio era do neozelandês Andrew Nicholson, que deu um giro ao redor do globo em 123 dias. Ele também se tornou o homem a pedalar mais quilômetros em um só mês.

Para completar o feito, Beaumont pedalou 16 horas por dia e dormiu apenas cinco. Em seu planejamento inicial, ele teria que cobrir diariamente 385 km – o britânico completou a volta ao mundo de bike com o tempo exato de 78 dias, 14 horas e 40 minutos.

Durante o trajeto, ele sofreu duas quedas. A primeira foi logo no nono dia, quando estava na Rússia, e obrigou o ciclista a receber tratamento odontológico de emergência.  Ele viajou acompanhado de mecânico, nutricionista, gerente de projeto e fisioterapeuta.

O trajeto de Mark Beaumont começou em Paris, na França, e foi dividido em quatro grandes etapas. Na primeira, o ciclista atravessou a Rússia até chegar em Pequim, na China.  Da capital chinesa, voou a Perth, na costa oeste da Austrália, e foi até Brisbane, na costa leste. De lá, pegou um voo até Invercargill, na Nova Zelândia, de onde pedalou até Auckland.

Outro avião o deixou na América do Norte, em Anchorage, no Alaska. De lá foi até Halifax, no extremo leste do Canadá em cima da bicicleta. Por fim, viajou até Lisboa, em Portugal, e pedalou por Madri, Bilbao e Bourdeaux, até encerrar a viagem em Paris.

Mark conseguiu chegar ao Arco do Triunfo, na capital francesa, ponto final da volta ao mundo de bike, um dia antes do planejado. Em entrevista à BBC, ele disse que este foi o desafio mais punitivo que já se prestou a fazer.

“Este desafio foi, sem dúvidas, o mais difícil para o meu corpo e minha mente. As resistências física e mental foram necessárias para superar cada dia. Tive uma equipe incrível de suporte ao meu lado”, contou ele.

As condições climáticas enfrentadas também foram um desafio para Mark, já que ele precisou pedalar em temperaturas inferiores a zero e também através de incêndios florestais na América do Norte.

O maior incentivador para a conquista do desafio foi o projeto de arrecadação de dinheiro para o Orkidstudio, que visa beneficiar as comunidades ao redor do mundo, fornecendo infraestrutura inovadora e construções para pessoas com poucas condições financeiras.

 

Fonte: Ativo

 



Publicado em: 25/07/2018 - Atualizado em: 25/07/2018

A EasyBikes utiliza imagens arrematadas em pesquisas diárias. Portanto, ressaltamos que algumas imagens não são de nossa autoria ou cedidos formalmente para utilização no site. Por favor entre em contato pelo nosso formulário caso seja o autor de alguma imagem utilizada e gostaria que a mesma fosse removida.